Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Jornalismo em Quadrinhos’

Entre hoje e o dia 27 de outubro de 2012, especialistas no tema estarão reunidos, na capital paranaense, para participar do II Encontro Internacional de Jornalismo em Quadrinhos. São jornalistas, desenhistas e pesquisadores, que participarão de mesas-redondas e palestras. Outra atração do evento é a exposição Cartoon Movement – o mundo através do jornalismo quadrinhos, que exibe reportagens em quadrinhos realizadas em diferentes regiões do mundo. Tanto a exposição quanto os debates ocorrem na Fábrika (Rua Reinaldino S Quadros, 33 – Alto da Rua XV), em Curitiba. Todas as atividades do EIJQ têm entrada franca e são abertas ao público em geral.

O II EIJQ é um evento integrante da Gibicon nº 1 – a Convenção Internacional de Quadrinhos de Curitiba e é realizado em parceria com o Goethe-Institut Curitiba. A curadoria é do jornalista Augusto Paim (que já foi entrevistado pelo Canto dos Livros). Confira aqui a programação.

Serviço

II Encontro Internacional de Jornalismo em Quadrinhos

24 a 27 de outubro de 2012

Goethe-Institut (Fábrika)

Rua Reinaldino S. de Quadros, 33, Alto da Rua XV

Curitiba / PR

Entrada franca

Programação

Informações 41 3262-8244

www.gibicon.com.br

Anúncios

Read Full Post »

Enfim foi divulgada a programação completa do II Encontro Internacional de Jornalismo em Quadrinhos, que acontecerá no Goethe-Institut de Curitiba, entre os dias 24 e 27 de outubro, em paralelo a Gibicon. Dentre os participantes estará este que vos escreve. Confira:

 

24 de outubro

18h | Abertura da exposição “Cartoon Movement – o mundo através do jornalismo

quadrinhos”

Desde dezembro de 2010, o portal Cartoon Movement (www.cartoonmovement.com/comic) publica reportagens em quadrinhos sobre temas de relevância internacional. Em menos de dois anos de existência, já foram em torno de 40 trabalhos publicados na internet, em inglês, sobre o Congo, o Haiti, o Afeganistão, o Rio de Janeiro, os Estados Unidos, entre outros. São quadrinhos de diversos estilos e formatos, do convencional ao hipertexto, com um elo em comum: todos eles são jornalismo puro! Algumas dessas páginas estarão expostas no Goethe-Institut Curitiba durante os dias do evento.

Convidados especiais: Érico Assis, Gonçalo Junior e Augusto Paim

 

25 de outubro

10h – 11h30 | Do Jornalismo Literário ao New New Journalism

Palestra apresentando um panorama do caminho que vai do Jornalismo Literário ao Novo Novo Jornalismo, como é conhecido o Jornalismo em Quadrinhos.

Palestrante: Celso Falaschi

Mediação: Rodrigo Casarin

14h – 15h30 | Pauta e apuração de reportagens em quadrinhos

Palestra sobre os processos de escolha de uma pauta de quadrinhos e o desenvolvimento da apuração, com destaque para a discussão sobre como a linguagem dos quadrinhos pode contribuir para o jornalismo.

Palestrante: Augusto Paim

Mediação: Vinicius Rodrigues

 

26 de outubro

18h – 19h30 | Conciliando Jornalismo e Quadrinhos

Mesa-redonda sobre as relações e divergências entre os campos do quadrinho e do jornalismo. Três autores que trabalham simultaneamente em ambas as áreas discutem se é possível essa conciliação, e com que possibilidades e limitações ela ocorreria.

Debatedores: Gonçalo Junior, Paulo Ramos e Augusto Paim

Mediação: Rodrigo Casarin

 

27 de outubro

10h – 11h30 | Jornalismo em Quadrinhos tem História?

Mesa-redonda sobre as origens do Jornalismo em Quadrinhos. Existe mesmo uma História do Jornalismo em Quadrinhos? É uma questão que será debatida, a partir de dois pesquisadores com visões divergentes sobre o tema.

Debatedores: Aristides Corrêa Dutra e Juscelino Neco

Mediação de Vinícius Rodrigues

14h – 15h30 | Reportagem em quadrinhos na Alemanha

Palestra sobre as experiências com reportagens em quadrinhos na Alemanha – as instituições de pesquisa, os autores, as publicações. Destaque para o trabalho do coletivo Monogatari.

Palestrante: Mawil

Mediação: Reinhard Sauer

 

Convidados:

Aristides Corrêa Dutra é Mestre em Comunicação pela ECO/UFRJ (2003), com dissertação sobre jornalismo em quadrinhos, e artista plástico graduado pela UFES (1988). É docente da Universidade Veiga de Almeida e da Universidade Cândido Mendes, ambas no Rio de Janeiro, e colunista de arte e história da revista Conceito A e do site Canal A. Foi consultor, em 2011, da equipe que produziu a reportagem em quadrinhos do jornal Extra sobre a pacificação do Complexo de Favelas do Alemão. Já ministrou cursos, oficinas, palestras e participou de debates, seminários e congressos sobre quadrinhos no Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Vitória, Salvador e Florianópolis.

Augusto Paim é jornalista, escritor e tradutor. Graduou-se em Jornalismo pela UFSM e atualmente cursa o Mestrado em Letras/Escrita Criativa na PUCRS, cujo trabalho final será uma graphic novel. Em 2009, indicou e traduziu para o português o livro Johnny Cash – uma biografia, premiada obra do quadrinista alemão Reinhard Kleist. Em 2010, foi curador e organizador do I Encontro Internacional de Jornalismo em Quadrinhos. É autor das reportagens em quadrinhos Juventude: tempo de crescer e Inside the Favelas. http://www.augustopaim.com.br

Celso Falaschi é jornalista e professor do curso de pós-graduação em Jornalismo Literário da Academia Brasileira de Jornalismo Literário, da qual é cofundador e, desde 2006, presidente. Doutor em Psicologia, com estudos sobre criatividade aplicada à escrita. Participou da organização e fundação da CRIABRASILIS – Associação Brasileira de Criatividade e Inovação, da qual foi conselheiro. Foi editor do jornal O Estado de S. Paulo, diretor da Intercom e coordenador da Expocom. Lecionou no curso de jornalismo da PUC-Campinas por vinte anos. http://www.abjl.org.br / http://www.textovivo.com.br

Érico Assis é jornalista e tradutor especializado em quadrinhos. Colabora com os sites Omelete e Blog da Companhia e traduz regularmente para as editoras Companhia das Letras e Panini, entre outras. http://www.ericoassis.com.br

Gonçalo Junior é formado em jornalismo e direito. Começou na imprensa nos anos 1980 como editor de fanzines; depois ,trabalhou em jornais de Salvador. Em São Paulo, cobriu TV e cinema para o caderno Fim-de-Semana da Gazeta Mercantil. É autor de livros-reportagens como A guerra dos gibis, Maria Erótica e o clamor do sexo, Ora, bolas!, País da TV e de Alceu Penna e as Garotas do Brasil. http://www.goncalo.junior.blog.uol.com.br

Juscelino Neco é jornalista, pesquisador e quadrinista. Durante o mestrado em Jornalismo na UFSC, investigou o discurso do modelo de reportagem em quadrinhos, conforme desenvolvido por Joe Sacco. Desde 2011 pesquisa quadrinhos de não-ficção no doutorado do Programa de Pós-Graduação da ECA/USP, como bolsista FAPESP. É autor das HQs Destroços, A Maldição dos Sapos e Best Seller. http://www.massacredepelucia.wordpress.com /www.jumentomascarado.blogspot.com.br

Mawil nasceu em 1976, na Berlim Oriental. Depois da queda do Muro, publicou seus primeiros quadrinhos em fanzines editados por conta própria. Mais tarde, estudou design gráfico na Faculdade Berlim Weissensee, onde desenvolveu suas primeiras graphic novels: Strand Safari e Mas podemos continuar amigos (este último, defendido como trabalho de conclusão do curso). Seguiram-se outros livros pela editora berlinense Reprodukt, com traduções para o inglês, o francês, o espanhol, o polonês, o russo, o tcheco e o português. Além disso, desenha para jornais como o Berliner Tagesspiegel e blogs, e ministra workshops. É um dos integrantes do coletivo Monogatari, que produziu reportagens em quadrinhos em Berlim e na Basileia. http://www.mawil.net

Paulo Ramos é jornalista e professor do Departamento de Letras da Universidade Federal de São Paulo. Doutor em Letras pela Universidade de São Paulo, onde integra o Observatório de Histórias em Quadrinhos da ECA-USP. Pós-doutor em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas. Coordena na Unifesp o Getexto (Grupo de Estudos do Texto), que tem nos quadrinhos e nas produções midiáticas dois de seus interesses de pesquisa. É autor de diferentes obras teóricas e jornalísticas sobre quadrinhos. http://www.blogdosquadrinhos.blog.uol.com.br

Reinhard Sauer é diretor do Goethe-Institut Porto Alegre, onde, nos últimos anos, tem incentivado ações promovendo os quadrinhos brasileiros e alemães. Em 2009, trouxe a Porto Alegre o quadrinhista Reinhard Kleist, autor da biografia em quadrinhos de Johnny Cash. Em 2010, organizou o I Encontro Internacional de Jornalismo em Quadrinhos. É idealizador do Osmose, um projeto de residências artísticas para autores de quadrinhos do Brasil e da Alemanha.

Rodrigo Casarin é jornalista e especialista em Jornalismo Literário (JL) pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário (ABJL), onde concluiu o curso com uma proposta de integração entre o JL e as Histórias em Quadrinhos. Atua profissionalmente como editor da editora Biografias & Profecias, por onde publicou os livros Plenamente – o bom em busca do belo e Luzir – incandescendo o Vale do Paraíba, ambos em coautoria com Regina Magalhães. Também é coautor de Punk – o protesto não tem fim, escrito com o jornalista Igor Antunes Penteado. Além disso, colabora com resenhas para o Jornal Rascunho e edita o blog Canto dos Livros. http://www.biografiaseprofecias.com.br / http://www.cantodoslivros.wordpress.com

Vinicius Rodrigues é professor de Literatura e dá aulas em escolas da rede particular de Porto Alegre e região metropolitana. Graduou-se em Letras pela UFRGS, onde atualmente finaliza seu mestrado em Literatura Brasileira sobre o ensino de literatura e seu papel na formação de leitores no Ensino Médio, tendo como foco a abordagem das histórias em quadrinhos nesse segmento. Apresentou trabalhos e publicou artigos sobre quadrinhos e narrativas gráficas e, em 2012, lançará, em conjunto com outros pesquisadores, o livro História em quadrinhos: diante da experiência dos outros, resultado dos debates das Jornadas de Estudos sobre os Romances Gráficos da Universidade de Brasília. É membro da comissão organizadora da “edição Porto Alegre” dessa Jornada, que ocorrerá em novembro de 2012. www.devaneioliterario.blogspot.com.

Read Full Post »

Entre os dias 28 e 30 de outubro, aconteceu em Porto Alegre o I Encontro Internacional de Jornalismo em Quadrinhos. Estive presente no evento, mas até agora não havia tido a vergonha na cara de escrever um breve relato sobre ele aqui no blog. Pois bem, lá vai.

O encontro foi muito útil para que os participantes tivessem um panorama atual do Jornalismo em Quadrinhos. O gênero ainda engatinha e continua tendo como grande referência – e quase exclusiva em termos de sucesso inquestionável – as obras de Joe Sacco. Claro que outros exemplos existem, porém aparecem de forma muito mais experimental, principalmente por estarem inseridas em mídias já estabelecidas com o jornalismo convencional.

Aliás, essa é uma questão que deverá ser pensada com relação ao Jornalismo em Quadrinhos: como convencer editores a trocar o texto por Hqs? Por que uma história que poderia ser escrita deve ser retratada em quadrinhos? Por que os meios de comunicação devem investir nisso? Por que devem contratar desenhistas para trabalharem junto com os jornalistas, que passariam a ter que atuar como roteiristas, ou se preocupar com que parte de seus jornalistas também saiba desenhar? Enfim, por que fazer o Jornalismo em Quadrinhos?

Outro ponto levantado foi como o Jornalismo em Quadrinhos, cuja realização está muito mais atrelada à arte do que o Jornalismo convencional, se adaptaria aos prazos das publicações, como a periodicidade diária de um jornal.

Acredito que estes problemas levantados podem ser resolvidos de uma maneira simples: o Jornalismo em Quadrinhos deve ser pensado para veículos exclusivos para esse gênero. Se outras publicações abrirem espaço para a modalidade, melhor. Penso que o Jornalismo em Quadrinhos pode funcionar muito bem em livros – como Joe Sacco já provou – e em revistas mensais ou bimestrais, como vem sendo realizado na Itália pelo pessoal da Mamma:

Mais do que isso, o Jornalismo em Quadrinhos teria muito a ganhar se voltasse seus olhos a produções jornalísticas menos tradicionais e menos preocupadas com o factual, como gêneros biográficos, dentre outros presentes no Jornalismo Literário, que defendo como tendo o melhor conjunto de características para servir como base para o Jornalismo em Quadrinhos.

Além disso, outros pontos inerentes ao fazer do Jornalismo em Quadrinhos foram debatidos, como processos de apuração, onde a imersão na história é essencial, e a transformação da realidade em desenhos. E foi nesse último aspecto que surgiu aquela que tem potencial para ser a grande discussão e, talvez, o calcanhar de Aquiles do gênero: há quem defenda a criação de cenas baseadas em diversos fragmentos do real. Sou contra isso. A cena no Jornalismo em Quadrinhos, assim como no Jornalismo Literário, deve ser retratada exatamente como aconteceu. Juntar fragmentos de diversos momentos para criar uma única cena é fazer algo baseado no real, mas ainda assim fictício. E não há nenhum tipo de Jornalismo com ficção.

Enfim, o I Encontro Internacional de Jornalismo em Quadrinhos serviu para dar um impulso nas discussões sobre o tema e para nortear os assuntos que devem ser pensados com maior urgência. Acredito que os frutos do evento serão colhidos com o tempo, como o aumento na produção e no número de pesquisas sobre Jornalismo em Quadrinhos. Contudo, é preciso que uma segunda (e depois terceira, quarta…) edição do evento ocorra, para que o debate e as trocas de ideias sejam contínuos.

 

Read Full Post »

Por Rodrigo Casarin

O curso Jornalismo Literário em Histórias em Quadrinhos acontecerá nos dias 29 e 30 de novembro e 1º de dezembro, das 19h às 23h, na sede da ABJL (Academia Brasileira de Jornalismo Literário), em São Paulo. Ministradas por este que vos fala, as aulas abordarão diversos elementos do Jornalismo Literário e das Histórias em Quadrinhos, além das possibilidades para que haja uma integração entre as duas áreas. Mais informações podem ser obtidas em http://migre.me/25RI2.

 

Read Full Post »

Acontecerá entre os dias 28 e 30 de outubro, em Porto Alegre, o I Encontro Internacional de Jornalismo em Quadrinhos. O evento, que terá a maior parte das atividades abertas ao  público e ocorrerá paralelamente à 56ª Feira do Livro de Porto Alegre, contará com palestras e debates envolvendo pesquisadores, jornalistas e quadrinistas brasileiros e alemães (veja a programação abaixo). As apresentações das noites dos dias 28 e 29 também serão transmitidas ao vivo pelo Cabruuum.

Eu estarei presente no evento e depois postarei no blog o que rolou por lá. Para quem é de São Paulo e tem interesse em ir também, a Webjet está com preços de passagens bem em conta.

Segue a programação:

Eventos abertos:


Dia 28


19h30 no auditório do Instituto Goethe

Palestra “A história do Jornalismo em Quadrinhos”

Palestrante: Aristides Dutra (Mestre em comunicação pela ECO/UFRJ com dissertação sobre Jornalismo em Quadrinhos)

Mediação: Felipe Muanis (Doutor em Comunicação Social pela UFMG, desenvolve pesquisas sobre imagem em meios audiovisuais na Universidade Federal Fluminense)

 

20h30 no auditório do Instituto Goethe

Mesa-redonda “Jornalismo em Quadrinhos: entretenimento ou profundidade?”

Debatedores: Felipe Muanis e Gilmar Rodrigues (autor do livro-reportagem Loucas de Amor, que mistura texto em prosa com quadrinhos. A obra também foi adaptada para HQ)

 

Dia 29


19h30 no auditório do Instituto Goethe

Mesa-redonda “Quadrinhos: ficção ou não-ficção?” 1ª parte

Debatedores: Atak (ilustrador, professor e autor de quadrinhos) e Jens Harder (quadrinista que há dez anos trabalha com reportagens em quadrinhos)

Mediação: Felipe Muanis

 

20h30 no auditório do Instituto Goethe

Palestra “A informação na imagem”

Palestrante: Spacca (cartunista, ilustrador e autor de quadrinhos)

Mediação: Aristides Dutra

 

Dia 30


16h30 na sala O Retrato, no Centro CEEE Érico Veríssimo

Mesa-redonda “Quadrinhos: ficção ou não-ficção?” 2ª parte

Debatedores: Atak e Jens Harder

Mediação: Reinhard Sauer

 

19h no auditório Barbosa Lessa, no Centro CEEE Érico Veríssimo

Bate-papo sobre Jornalismo em Quadrinhos

Debatedores: Felipe Muanis, Gilmar Rodrigues e Aristides Dutra

Mediação: Augusto Paim

 

Palestras fechadas:

Os interessados em participar destas palestras, que terão um custo de 20 reais, devem enviar até o dia 21/10 um breve currículo para prog@portoalegre.goethe.org. O título do e-mail deve ser “INSCRIÇÃO PALESTRA + (NOME DO PALESTRANTE)”. A organização do evento avisará também por e-mail os selecionados para as apresentações.

 

Dia 29

9h no Instituto Goethe

Encontro com o autor “Fazendo um livro-reportagem”

Palestrante: Gilmar Rodrigues

 

Dia 30

10h no Instituto Goethe

Encontro com o autor “Fazendo reportagens em quadrinhos”

Palestrante: Jens Harder

 

Ao longo de todo o encontro ainda acontecerá a exposição “O Jornalismo em Quadrinhos pelo mundo” no saguão do Instituto Goethe.

Se quiser saber um pouco mais sobre o evento, basta acessar o site do Instituto Goethe, que foi de onde tirei a maior parte das informações aqui presentes.

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: